Cinco dicas para quem se estreia no mundo da meditação

Qualquer actividade nova a que nos propomos, ao início, parece difícil, mas tal não significa que, com as dicas certas, não se vá lá.

naom_5bf2d57466182

A ideia é que se sinta bem consigo mesmo e que comece o dia calmo e completamente preparado para enfrentar qualquer situação com que se depare e que será mais fácil de o fazer se estiver completamente bem consigo mesmo.

A meditação tem este ‘poder’, e o bom é que existem várias especificações, todas elas livres de adaptações para o que faça mais sentido ao seu caso. Mas para que perceba o que funciona consigo, há que conhecer as bases.

Para tal, a Food Matters aponta as cinco dicas básicas a saber por todos os novos praticantes de medicação

Não existe ‘meditação errada’

Como dissemos, depende de cada um. Ignore os julgamentos e foque-se em si. Se não se sente confortável ou continua tendo, não é porque está a meditar mal, mas sim porque ainda não encontrou a técnica mais indicada ao seu caso. Se a necessidade de meditar advêm de diferentes razões, também a forma de o fazer vai diferir.

A prática de meditação demora a ser implementada

O esforço depende de si próprio. Tal como com qualquer prática de treino ou rotina, é do hábito que advém a própria prática rotineira. Não espere sentir-se relaxado e com os benefícios da meditação quando apenas a pratica uma vez por semana e às pressas. Num momento em que a rotina parece cada vez mais acelerada, é  precisamente para a contrariar que a meditação aparece – dê-lhe tempo e invista em si.

Seja amigo dos seus pensamentos

Passa o dia a correr. Chegada a hora de meditar, aquele silêncio e calma parecem ideais para se pensar em tudo o que tem para fazer, tudo o que fez ou rever aquela reunião que teve de manhã. Durante a meditação é suposto que se abstraia de todos estes pensamentos, contudo, este é um caso bastante comum que acontece até aos mais experientes. Trabalhe a sua mente, com calma, aceite os pensamentos e concentre-se para os ‘arrumar’ durante a meditação.

É para todos, em qualquer lugar e a qualquer hora

Está de viagem, e depois? A meditação é um momento só seu e para o qual precisa, apenas do seu corpo. Poderá sentir necessidade de procurar um lugar mais calmo ou mais escuro, por exemplo, mas a meditação não se restringe de todo ao seu jardim ou quarto de cama. Mais: até os mais agitados e stressados devem experimentar a técnica, já que é adaptável a todos.

Há diferentes formas de meditar

No seguimento do ponto anterior, a meditação é para todos e por isso nunca será praticada da mesma forma por diferentes praticantes. Desde o pranayama à meditação mindfulness, resta-lhe encontrar aquela com que se identifica.

Autora: Mariana Botelho.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s