“Buda seria verde”. Dalai Lama pede acção climática urgente

O Dalai Lama já tinha apelado aos líderes mundiais para que tomem medidas urgentes contra a mudança climática, alertando sobre a destruição ecológica que afecta a vida de biliões de pessoas e que está a ‘massacrar’ o planeta, incluindo seu país natal, o Tibete.

Fazendo eco da urgência de uma acção climática urgente, Dalai Lama até lançou um livro, no qual afirma que se Buda voltasse a este mundo… “Buda seria verde”.

Em entrevistas ao Channel 4 News e ao The Guardian, o líder espiritual budista falou da cidade indiana de Dharamsala, onde está exilado há seis décadas, advertindo que “o aquecimento global pode atingir um nível tal que os rios acabarão por secar” e que “eventualmente o Tibete vai transformar-se num Afeganistão”, com consequências terríveis para pelo menos um bilião de pessoas dependentes da água do planalto “no telhado do mundo” .

O prémio Nobel da paz de 85 anos é considerado pelos seus seguidores como a manifestação terrena de um iluminado que escolheu o renascimento para ajudar a libertar todos os seres vivos do sofrimento por meio da compaixão.

A ecologia é hoje mesmo “muito, muito importante” na sua vida, reforçou ainda.

“As Nações Unidas deveriam ter um papel mais activo nesse campo”, afirma. Questionado sobre se os líderes mundiais estão a falhar, afirmou que “as grandes nações deveriam prestar mais atenção à ecologia. Espero que possamos ver as grandes nações que gastam muito dinheiro em armas e na guerra, direccionarem os seus recursos para a preservação do clima. 

Conhecido pelo seu sentido de humor peculiar, e mais refinado aos 85 anos, Dalai Lama deixa como sugestão para que os líderes mundiais possam ver sentido na mudança climática que que sejam “trancados numa sala cheia de dióxido de carbono, onde devem ficar até que percebam o que as mudanças climáticas realmente significam. As pessoas que têm um certo estilo de vida luxuoso num quarto sem oxigénio perceberiam que é mesmo muito difícil”, ilustrou.

O Dalai Lama diz ser a favor do plantio de árvores em grande escala para ajudar a combater as mudanças climáticas, sendo que também acredita que o consumo de carne em todo o mundo deve cair drasticamente, mas explica que desde que tomou a decisão de se tornar vegetariano, em 1965, teve problemas de saúde que levaram os médicos a aconselhá-lo a voltar a comer (um pouco) de carne.

O líder espiritual frisa ainda que a sua maior contribuição para o combate às mudanças climáticas é a Educação e a promoção do conceito de compaixão, conceito que partilha, apaixonadamente, centrada na sua ideia de unidade entre os 7 biliões de pessoas. 

One thought on ““Buda seria verde”. Dalai Lama pede acção climática urgente

  1. Pingback: “Buda seria verde”. Dalai Lama pede acção climática urgente — Portal do Budismo – Ética Hoje

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s