Tag Archive | Yoga

BKS Iyengar. Google celebra 97 anos do guru do Yoga

BKS Iyengar faria 97 anos esta segunda-feira e a Google decidiu homenagear o pai do Iyengar Yoga. O mestre que inspirou Aldous Huxley morreu em 2014, aos 95 anos.

google2_770x433_acf_cropped

Já foi à página da Google esta segunda-feira? Não se assuste se lhe aparecer um indiano a fazer yoga no ecrã. Foi esta a forma que o maior motor de busca do mundo encontrou para celebrar aquele que seria o 97º aniversário de Bellur Krishnamachar Sundararaja Iyengar – BKS Iyengar -, um dos mestres de ioga mais conhecidos no mundo ocidental.

O doodle (aplicação interativa) que a Google criou para homenagear o autor de “O caminho para a saúde holística” ou “Luz no Ioga” aparece esta segunda-feira em várias posições de ioga. Foi ele o criador do Iyengar Yoga, modalidade que é hoje lecionada em mais de 70 países.

Conhecido por ter inspirado pessoas como o autor Aldous Huxley ou o violinista Yehudi Menuhun, BKS Iyengar foi nomeado pela revista Time como uma das pessoas mais influentes do mundo, em 2004. Morreu em 2014, aos 95 anos, no ano em que também foi distinguido pelo governo indiano com a Padma Vibhushan, a segunda condecoração mais importante da Índia.

Iyengar começou a praticar yoga aos 16 anos e dois anos depois já dava aulas. Em 1975, abriu o Ramamani Iyengar Memorial Institute, em memória da sua esposa, Ramamani Iyengar, com quem casou em 1943 e de quem teve cinco filhas e um filho. Quando ela morreu, em 1973, disse que tinha desaparecido a sua única “amiga, companheira, parceira, guia, minha filósofa”.

 

Yoga é Inspiração.

img_230x230$2015_07_02_17_11_00_122120

Costumo começar sempre as minhas aulas com uns pequenos exercícios de respirações. Lembro-me de muitos professores que assim o faziam e eu demorei tempo até perceber porquê. Na realidade, a prática de asana serve para nos abrir o corpo de forma a respirar melhor. Os yogis sabem, há milhares de anos, que através de uma respiração fluída e profunda se acalma a mente.

Se pensarmos que respirar é a primeira coisa que fazemos quando nascemos e a última antes de morrer, talvez relembremos a importância de uma boa respiração. E nós em português temos a palavra perfeita: dizemos ‘inspirar para descrever a entrada de oxigénio nos pulmões e no corpo. Que melhor inspiração do que essa? Está implícita na origem da palavra a conexão direta com o espírito.

Respirar é, de facto, uma parte essencial da meditação e do yoga.

Conhecemos a história de Buda, que, depois de renunciar ao trono e aos luxos inerentes, se entregou à prática espiritual através da meditação. Depois de ter aprendido diversas técnicas, acabou por se sentar debaixo de uma árvore para fazer uma meditação simples através do foco na respiração.  Essa meditação levá-lo-ia à iluminação, que conhecemos por nirvana. Ele não transcendeu o mundo, fez o mais simples que está ao alcance de todos. Tornou-se consciente da sua natureza e de como as coisas funcionam. A respiração ancorou-o àquele momento para que percebesse o caos que fora o seu passado e se ligasse ao presente onde residia a  paz interior.

A história do Buda não serve para nos deslumbrarmos com a sua existência e passarmos a ser seus devotos. Serve como exemplo. Se ele descobriu a paz através da sua respiração, então cada um de nos também consegue. Temos a mesma capacidade para acordar espiritualmente.

Tudo pode ser resumido numa palavra: relaxar! O que sinto das minhas aulas é que não sabemos relaxar, é difícil consegui-lo. Sabemos lidar com o stress –  todos os dias o praticamos… Mas não sabemos como nos deixar ir. Já ninguém esconde o stress em que vive, tornou-se normal. O que pergunto é: o stress resolve alguma coisa? Então por que não olhar para as questões que nos surgem com uma mente calma? Não faz mais sentido que as possamos resolver melhor?

Este é o grande contributo da respiração. Está aqui, ao nosso lado, é a nossa melhor amiga. Sempre presente, sempre a acontecer. Não está a respirar neste momento? Então!

Estes são os fundamentos da consciência do momento. Aconselho a que, depois de uma prática, nos deitemos e nos ofereçamos uns minutos. Vamos praticar o relaxe.

Dê à respiração uma tentativa. Eu pratiquei uma grande variedade de técnicas de meditação. Mas no final da minha prática há uma coisa que fica: a respiração. Imprescindível e perfeita.

namaste tribo saudável

Fonte: Filipa Veiga na Máxima

 

Aos 12 anos, Jaysea Devoe já ensina yoga

Imagem

Jaysea Devoe é, provavelmente, com apenas 12 anos, a instrutora de yoga certificada mais nova dos Estados Unidos da América. Na Califórnia, onde vive, Jaysea ensina esta prática antiga a crianças entre os 4 e os 6 anos, no Bergamont Spa. Para obter o certificado necessário ao ensino de yoga, ela teve de completar 200 horas de treino. – Talvez por isso seja, também, capaz de praticar yoga em cima de uma prancha de “paddle”, em pleno Mar. Agora, na cidade costeira de Encinitas, onde nasceu, Jaysea vai começar, diz a Agência Reuteurs, a ensinar jovens adolescentes e famílias.

Fonte: Público